A proposta deste artigo é identificar quais estratégias de redação são adotadas pelos ciberjornais, tradicionais e nativos da web, na construção dos títulos caça-cliques. A pesquisa parte da categorização proposta pelo Facebook para discernir o que seriam os títulos caça-cliques e tenciona detectar as orientações de narrativas publicitárias que estariam guiando essa escrita e interferindo na sua gênese. Parte-se da hipótese de que o caça-clique é um teaser, recurso publicitário usado em campanhas e lançamento de produtos que migra para a escrita da imprensa, subvertendo sua estrutura e, portanto, descaracterizando-se como título jornalístico. O estudo propõe-se, ainda, a entender o porquê da existência desse modelo de e

 

scrita apesar das críticas ferrenhas que as estratégias de caça-clique recebem tanto dos pesquisadores, quanto dos veículos e dos próprios leitores. Para isso, embasa o levantamento em estudos de autores que discutem o título jornalístico, o teaser na publicidade e o sensacionalismo.

 

Publicado na revista Observatório: https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/observatorio/article/view/4573/13084

 

Baixar: artigo observatorio

 

Citar:

BUENO, Thaísa; REINO, Lucas Santiago Arraes. Entre a tabloidização e o teaser publicitário: uma análise dos títulos caça-cliques. Revista Observatório. Vol. 4, n. 3, maio. 2018. P.1-33.