O gaúcho Antônio Hohlfeldt é um nome reconhecido entre os estudiosos da Comunicação. Atualmente vinculado ao programa de pós-graduação em Comunicação Social (Famecos) da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, onde também atuou como coordenador entre 1999 e 2002, ele tem seus estudos abalizados, principalmente para a área da Teoria da Comunicação e História do Jornalismo. Crítico ardiloso da área e das pesquisas na atualidade, principalmente nos estudos que focam em descrições que muitas vezes enfatizam por demasia os avanços tecnológicos em detrimento de um olhar aprimorado para o contexto – “você olha o aqui e o agora e se esquece do anterior, parece que você tem uma grande novidade, uma coisa que é absolutamente inovadora que nunca foi feita, mas se você levar dez minutos, um pouquinho só de paciência para ler alguma coisa, refletir como é que era esse processo de comunicação um século atrás, você vai tomar um susto” – é também um entusiasta da área e um incentivador da ampliação de parecerias e pesquisas pelo país.

Entrevista com o professor foi publicada na revista Cambiassu.

“As pessoas não
conseguem se comunicar”

Segue o link: fhttp://www.cambiassu.ufma.br/entrevistha.pdf

Baixe aqui: entrevistha-antonio