Figura polêmica no meio acadêmico, Jacques Wainberg tem uma trajetória de estudos no eixo da História da Comunicação, assuntos internacionais e turismo. Da oralidade à Internet, ele revisita os processos de sociabilidade apontando o viés tecnológico das comunicações como impactante nos sistemas social, econômico e geopolítico. Neste aspecto, ele compara a evolução das mídias nos conflitos bélicos: se a I Guerra Mundial teve o jornal como principal meio de repercussão, a II Guerra foi o conflito do rádio e a Guerra Fria pulsou na televisão. Hoje, interpreta o professor, a Internet é o palco de tudo.

 A Internet, aponta, é a maior de todas as revoluções. “No passado dizia-se que administrar era construir estradas, hoje pode se dizer que administrar é construir vias de conexão humanas, porque permitindo essas conexões surge cultura, empreendedorismo, iniciativa,  surge civilização”, frisa Wainberg.

Com uma vasta produção bibliográfica, é autor de “Línguas Ferinas”, “Casa Grande e Senzala com Antena Parabólica” e “Turismo e Comunicação: a indústria da diferença”. O primeiro livro trata da polêmica no jornalismo, que para ele está em segundo plano, mas precisa ser revitalizada. A segunda obra discorre sobre a história das telecomunicações no Brasil. O diálogo entre turismo e comunicação busca entender as motivações dos viajantes. “As pessoas fazem turismo porque têm uma atração enorme pela diferença cultural e é isso que explica, o que motiva psicologicamente o turista, é essa diferença, assim como a agonia motiva o espetáculo esportivo”, explica.

Wainberg escreveu ainda “Império de Palavras”, um estudo comparado entre os Diários Associados do brasileiro Assis Chateaubriand e o conglomerado Hearst Corporation, do americano William Randolph Hearst. As outras obras são: “Mídia e Terror: comunicação e violência política” e “A Pena, a Tinta e o Sangue: a guerra das ideias e o islã.”

Confira a entrevista publicada na revista Cambiassu no link: Entrevista com Jacques Wainberg

Baixe a entrevista aqui: jacques

Jacques W. fala de teoria do meio

Jacques W. fala de teoria do meio