O livro “Comunicação, Jornalismo e Fronteiras Acadêmicas” é uma edição comemorativa dos cinco anos do curso de Jornalismo.  O livro é a primeira produção do Grupo de  Pesquisa de Mídia Jornalística (G. Mídia), que faz parte do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e também a primeira obra da Edufma em Imperatriz. O prefácio do livro foi escrito pelo reitor da universidade, Natalino Salgado.
Organizada pelos professores Marcos Fábio Matos e Marco Antonio Gehlen e contém 14 artigos da área da comunicação escritos pelos professores do curso de Jornalismo da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), campus Imperatriz.

Nessa obra o artigo de Thaísa Bueno discute a metodologia da semiótica francesa como uma excelente opção de escolha para estudos em jornalismo.

O livro pode ser acessado na íntegra no endereço: http://jornalismo.ufma.br/wp-content/livros/fronteiras/#/4/

O artigo sobre semiótica pode ser baixado aqui: semiotica

Segue resumo do artigo: Este artigo pretende resgatar um pouco das mudanças que a semiótica francesa fez ao longo do tempo e mostrar como ela pode ser bem aplicada nos estudo do Jornalismo contemporâneo, particularmente no estudo do jornalismo na web. O objetivo é mostrar que esclarecendo equívocos é possível mudar a perspectiva dos estudos midiáticos, principalmente entre pesquisadores da área da Comunicação.

Livro pode ser baixado na íntegra no site do Gmidia

Livro pode ser baixado na íntegra no site do Gmidia